O Brasil no Acordo de Paris

Conheça as metas estabelecidas pelo governo brasileiro para contribuir com o planeta

Firmado em 2015 por 195 países na 21ª Conferência das Partes (COP21), o Acordo de Paris tem o propósito de, por meio de metas e ações práticas, conter a emissão de gases do efeito estufa e cuidar do planeta a longo prazo. Suas determinações passaram a valer em 2020. Um dos principais objetivos é não permitir que o aumento de temperatura do planeta alcance os 2°C (em relação aos níveis da era pré-industrial).


Na prática, isso depende de diversas ações de impacto realizadas pelas nações comprometidas com o futuro do planeta. Dessa forma, os países signatários apresentaram estratégias nacionais que irão contribuir para que os objetivos sejam alcançados — as chamadas Contribuições Nacionalmente Determinadas (mais conhecida como NDCs, sigla em inglês).


Em sua NDC, o Brasil anunciou a pretensão de alcançar uma redução de emissões de gases de efeito estufa de 37% em 2025, e de 43% em 2030 (tendo como ponto de partida os valores estipulados para 2005).


Além disso, o governo brasileiro pretende adotar outras medidas condizentes com o objetivo de manter o aumento da temperatura abaixo dos 2°, entre elas:


  • Aumentar a participação de biocombustíveis sustentáveis na matriz energética brasileira para aproximadamente 18% até 2030;

  • Alcançar 45% de renováveis na matriz energética até 2030;

  • Fortalecer e aplicar a implementação do Código Florestal, nos níveis federal, estadual e municipal;

  • Fortalecer políticas e medidas com a meta de alcançar, na Amazônia brasileira, o desmatamento ilegal zero até 2030 e compensar as emissões de gases de efeito estufa da supressão legal da vegetação até 2030;

  • Restaurar e reflorestar 12 milhões de hectares de florestas até 2030;

  • Aprimorar sistemas de manejo florestal nativo sustentável, por meio de sistemas de georreferenciamento e rastreamento aplicáveis ao manejo florestal nativo, com o objetivo de coibir práticas ilegais e insustentáveis;

  • Fortalecer o Programa de Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (ABC) como principal estratégia para o desenvolvimento da agricultura sustentável;

  • Promover mais medidas de eficiência e melhorar a infraestrutura para o transporte e o transporte público em áreas urbanas;

  • Promover novos padrões de tecnologia limpa e melhorar as medidas de eficiência energética e a infraestrutura de baixo carbono.


Sabendo que essa é uma missão de todos, na Orma promovemos e aplicamos princípios do desenvolvimento sustentável. Criamos soluções convenientes para a ação climática, possibilitando que a sua marca se torne eco-friendly de forma prática e eficaz, contribuindo com os princípios do Acordo de Paris.


Quer saber mais? Acesse nossa página inicial e conheça nossas soluções!


#acordodeparis #orma #ormacarbon #compensacaodecarbono #creditosdecarbono #acaoclimatica #mudancasclimaticas

9 visualizações0 comentário